O adubo da história

Image credits: Mural do pintor mexicano Diego Rivera (1886-1957), mostrando operários trabalhando na fornalha de um alto-forno siderúrgico. A imagem pode parecer uma cena aleatória do cotidiano industrial, mas não é. Esse afresco bem pode ser interpretado como uma alusão à capacidade transformadora da classe trabalhadora, de revolucionar o todo existente e criar um novo mundo. Arquivo pessoal do autor do Blog.

Olá gente, espero que vocês, suas famílias e amigos estejam bem e seguros diante do recrudescimento da pandemia da covid-19. Gostaria de dizer que fico muito agradecido pelas visitas que tenho recebido, do Brasil e de outros países, como China, Estados Unidos, Inglaterra, França, entre outros. Eu vou ficar devendo a tradução para a língua inglesa dessa postagem, o que vou fazer posteriormente. Graças a publicação bilíngue, meu blog tem chegado a outros países.

Faz algumas semanas que não publico nada por aqui, pois ando extremamente ocupado com as tarefas da universidade aonde trabalho e com a pesquisa do pós-doutorado. Então, pensando em não deixar esse canal sem diálogo com vocês, resolvi trazer o texto que escrevi para o Boletim da International Gramsci Society-Brasil, que saiu em dezembro passado no Boletim 05, Nº03, de dezembro de 2020. Talvez você possa achar que meu texto é pessimista, e até acho que de certa maneira é mesmo. Mas o objetivo é levar uma mensagem de esperança, socialista, a todos a partir da imagem do “adubo da história”. O texto é breve e você vai ler rapidamente. Boa leitura e até mais.


Continuar lendo O adubo da história

130 anos de Antonio Gramsci / 130 years of Antonio Gramsci

Image credits: MACIEL, David. Gramsci, óleo sobre tela / oil on canvas, 15×15 cm, 2018.


Em 22 de janeiro de 1891 nascia na Sardenha, Itália, Antonio Gramsci, há exatos 130 anos. A importância de Gramsci para o marxismo é fundamental. Os fundadores do marxismo, Karl Marx e Friedrich Engels, não desenvolveram uma teoria geral na área da política, essa tarefa coube a Gramsci, que criou uma teoria marxista da política. Os fundadores de certa forma relutaram em desenvolver uma teoria nessa área, sobretudo porque consideravam que as relações legais e as formas do Estado eram derivadas da vida econômica e não podiam ser entendidas por elas mesmas. Lênin sentiu a necessidade de uma teoria mais sistemática do Estado, e iniciou uma formulação mais pormenorizada no notável “O Estado e a Revolução”, escrito entre agosto e setembro de 1917.

Nesta obra, o revolucionário russo retomava e sistematizava as lições dispersas dos fundadores do marxismo no campo da política. Ademais disso, a obra representa uma ruptura com a tradição reformista e de socialismo institucional da II Internacional. Todavia, com a chegada da revolução poucos meses depois, em outubro daquele ano, a tarefa de concluir a teoria política marxista não pode ser completada por Lênin, o qual era o dirigente máximo da revolução socialista.

Continuar lendo 130 anos de Antonio Gramsci / 130 years of Antonio Gramsci